domingo, 11 de novembro de 2007

Reforços de Inverno do Benfica

Hoje poderia trazer aqui muitos assuntos estou-me a lembrar do orçamento de estado 2008 ou os financiamentos da câmara de Felgueiras para pagar a defesa da Fátima Felgueiras .
Mas como este nosso cantinho a beira mar plantado também tem noticias boas ainda pensei em falar da gravidez da Fernanda Serrano mas não tinha provas para apresentar ela não me emprestou a eco grafia dos 6 meses para postar aqui.
E não é que como se cai-se do céu tive acesso a um vídeo que me disponibilizou o senhor Luís Filipe Vieira sobre os novos reforços de Inverno do Benfica.
Pois é hoje é domingo dia de são Martinho não os queria chatear com os problemas do nosso Portugal e assim vai ser aos domingos vamos postar aqui coisas divertidas.
Amanha voltamos ao ataque.
video

sábado, 10 de novembro de 2007

Mão criminosa ou causas naturais?

















Hoje tenho mais um tema pertinente daqueles que não podia deixar passar talvez um dos maiores flagelos em Portugal a seguir aos acidentes rodoviários.
Os ditos incêndios fora de época.
Nestes últimos dias tenho andado em cima do site da protecção civil e qual o meu espanto que deparo com incêndios que tiveram o seu inicio a meia noite 1,2,3,4,5,6,7,8,9 e por ai fora.
E muito esquisito não é. As temperaturas a noite nem tem ultrapassado os 10 graus.
Outra coincidência os fogos só deflagram de Lisboa para norte onde existem os grandes industriais da madeira , mas não quero estar a apontar o dedo a ninguém.
Outra das coisas que reparei nos últimos dias são os incêndios muitos deles são em parques naturais.
Supostamente são coincidências.
Uma pergunta faço eu onde estão os helicópteros que todos nos pagamos.
Pois é estão na base não tem licença para apagar fogos.
Será que vamos ter fogos ate ao natal?
Custa-me ver o meu país a arder.
Para finalizar deixo alguns números.
3000 incêndios no mês de Outubro.
Dia do ano com mais incêndios 6 de Novembro 332 incêndios.
Reflictam nisto meus amigos pois andam a queimar o nosso país qualquer dia nem se pode respirar.

sexta-feira, 9 de novembro de 2007

Porque? Não aprendemos?


Confesso que tive alguma dificuldade em escolher o primeiro post para este blog mas devido aos acontecimentos desta semana resolvi começar pela sinistralidade rodoviaria.

Vou deixar aqui um pequeno resumo desta semana:

Só esta sexta-feira há registo de um choque frontal no IP2, em Portel, que obrigou ao corte desta via numa extensão de 20 quilómetros e causou dois feridos, de um acidente aparatoso entre um autocarro e um ligeiro, em Santa Maria da Feira, que fez um morto e cinco feridos e ainda um atropelamento mortal na fatídica A23.
Na quinta-feira, um pesado esmagou um automóvel no IC2. Resultado: uma vítima mortal, e a via cortada durante horas. Mas houve mais acidentes: um despiste em Beja, com um morto e dois feridos graves, uma carrinha destravada que entrou numa oficina em Torres Novas e provocou dois feridos; e uma colisão em Faro entre um ligeiro de mercadorias e um pesado, na Via do Infante, que causou um morto e um ferido e obrigou ao corte da circulação no sentido Faro-Espanha. Na terça-feira, as autoridades davam conta de um acidente entre dois carros com dois mortos a lamentar. O embate aconteceu à noite, na EN125, e obrigou ao corte da via nos dois sentidos.
O Eixo Norte Sul também foi cortado logo de manhã devido ao derramamento de combustíveis e óleos resultante de um acidente entre dois pesados e um ligeiro. Pouco depois, o despiste de um automóvel no IC-19 causava um morto.
Mas a semana começou com um dos mais trágicos acidentes rodoviários desde a queda da ponte de Entre-os-Rios. Um carro embateu na traseira de um autocarro e os dois caíram numa ribanceira. O acidente, na A23, causou 16 mortos e mais de 20 feridos.
Há ainda a registar um acidente com um ferido na VCI, que envolveu três carros e consequente capotamento; um morto num acidente em Torres Vedras e outro em Albufeira, na EN125. De manhã, também na segunda-feira, um triplo atropelamento numa passadeira chocou o país. Avó e dois netos, de quatro e seis anos, foram colhidos quando atravessavam a rua junto ao Estabelecimento Prisional de Tires. A criança mais velha, de seis anos, foi projectada e voltou a ser atropelada por outro carro. Não resistiu aos ferimentos.
Também na quarta-feira, desta vez na Figueira da Foz, uma deputada municipal foi mortalmente atropelada. O marido ficou ferido.

E estes são os que nós temos conhecimento.

Peço que reflictam sobre isto e não queiram ser noticia.